Tamandaré Web 100% Jesus

Portal de notícias da Rádio Tamandaré

23 pessoas são presas por tráfico de drogas e lavagem de dinheiro

Operação Ladybug da PCPE teve início há cerca de dois anos, no município de Paulista, Região Metropolitana do Recife. Ao todo, 28 mandados de prisão foram expedidos

Há 19 dias — Por Portal Tamandaré Web

Em mais uma ação, do Juntos pela Segurança, no combate ao tráfico de drogas, 23 pessoas foram presas na Operação Ladybug. Na manhã desta terça-feira (26) policiais civis de Pernambuco cumpriram mandados de prisão na Região Metropolitana do Recife e em outros cinco Estados das Regiões Sudeste, Norte e Sul do país.
Foto: Luciano Luck/Cicom

Em mais uma ação, do Juntos pela Segurança, no combate ao tráfico de drogas, 23 pessoas foram presas na Operação Ladybug. Na manhã desta terça-feira (26) policiais civis de Pernambuco cumpriram mandados de prisão na Região Metropolitana do Recife e em outros cinco Estados das Regiões Sudeste, Norte e Sul do país.


Até esta manhã, 23 prisões foram realizadas, sendo oito delas em Pernambuco. Seis alvos são presidiários, todos com mandados de prisão cumpridos. Quatro pessoas foram presas no Paraná; uma em São Paulo; uma no Pará; uma em Santa Catarina; uma em Roraima e outra em Rondônia. Também foram cumpridos todos os 45 mandados de busca e apreensão. Para o delegado-geral da Polícia Civil, Renato Rocha, a Operação é uma pronta-resposta ao crime organizado. "O resultado que trazemos hoje é uma importante atuação no combate ao crime organizado e mostra o tipo de trabalho que a gente vem buscando fazer na Polícia Civil. Além de ressaltar nosso cuidado com a investigação e o compromisso da nossa instituição no combate efetivo e expressivo à criminalidade organizada em nosso Estado", finalizou o delegado-geral da PCPE.


De acordo com o delegado Adyr Martens, titular da 8ª Delegacia Seccional – 8ª DESEC, com sede em Paulista, que dirigiu as investigações, o tráfico de drogas alimentava empresas fantasmas para lavagem de dinheiro em outros estados. "As empresas recebiam o dinheiro do tráfico realizado em Pernambuco e faziam a lavagem. Algumas vezes convertendo o dinheiro em criptoativos, para dificultar ainda mais a localização pela polícia", detalhou o delegado. Segundo ele, a Operação solicitou o bloqueio de 15 milhões de reais, dinheiro ilegal, oriundo de atividades criminosas. "Ainda conseguimos apreender armamentos de guerra e muitas munições nessa ação. Alguns armamentos pesados, como granadas e adaptadores que convertem pistolas em verdadeiras metralhadoras", contou.


Ainda de acordo com a PCPE, as investigações também apontaram a atuação da organização criminosa em outros crimes, como homicídios e porte de armas.


PARCERIAS IMPORTANTES – As investigações da Operação LadyBug contaram com a atuação da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco – DINTEL e do Laboratório de Lavagem de Dinheiro – LAB/PCPE; além do apoio operacional do Comando de Operações e Recursos Especiais – CORE/PCPE e das Polícias Civis dos Estados de São Paulo – PCSP; Paraná – PCPR; Pará – PCPA; Rondônia – PCRO; Mato Grosso – PCMT e Santa Catarina – PCSC.