Tamandaré Web 100% Jesus

Portal de notícias da Rádio Tamandaré

Governo de Pernambuco amplia abastecimento de água no Grande Recife

Ações beneficiarão 240 mil pessoas nas cidades do Recife, Olinda e Paulista

Há 47 dias — Por Portal Tamandaré Web

O Governo de Pernambuco, através da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), retomou as obras do programa de perfuração de poços que vai ampliar a oferta de água na Região Metropolitana do Recife, beneficiando 240 mil pessoas nas cidades do Recife, Olinda e Paulista. A Companhia executa agora as intervenções civis e mecânicas para funcionamento de 14 equipamentos já perfurados nos três municípios.
Foto: Aluísio Moreira/Compesa

O Governo de Pernambuco, através da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), retomou as obras do programa de perfuração de poços que vai ampliar a oferta de água na Região Metropolitana do Recife, beneficiando 240 mil pessoas nas cidades do Recife, Olinda e Paulista. A Companhia executa agora as intervenções civis e mecânicas para funcionamento de 14 equipamentos já perfurados nos três municípios.

As intervenções também envolvem a implantação de adutoras e manutenção das áreas dos reservatórios que receberão o volume de água captado nos poços, a infraestrutura necessária para operação. As ações fazem parte do pacote de investimentos de R$ 52 milhões anunciado em março pela gestora para aumentar a oferta de água na RMR.

Foto: Aluísio Moreira/Compesa


"Ampliar o abastecimento de água por todo o Estado foi um dos compromissos que assumimos desde o início da gestão. E além de beneficiar o interior do Estado com obras estruturantes, também direcionamos investimentos para a Região Metropolitana do Recife. Ao retomarmos as obras destes poços, por exemplo, estamos diminuindo a necessidade de rodízio, garantindo que a água chegue na torneira da população e beneficiando milhares de pessoas que vivem no Recife, em Olinda e em Paulista", disse a governadora Raquel Lyra.

Os equipamentos entram em funcionamento até dezembro deste ano e o incremento esperado é de 402 litros de água por segundo para as três cidades.


No Recife, seis poços atenderão as áreas críticas de abastecimento da Zona Norte da cidade. Serão dois poços para Dois Irmãos/Córrego da Fortuna, com a expectativa de eliminação do rodízio de abastecimento para a população das áreas, e um novo equipamento no bairro de Dois Unidos para melhorar a oferta de água na localidade e garantir o cumprimento do calendário de distribuição.


Outros três poços também vão assegurar mais água para o Alto José Bonifácio, que atualmente recebe intervenções para construção de uma adutora que vai transportar água para o reservatório do bairro e uma estação elevatória de água (sistema de bombeamento). Com a conclusão dos serviços, a expectativa é a redução do racionamento e também cumprimento do calendário na área. O incremento previsto com a conclusão dos seis poços do Recife é de 97 litros de água por segundo para o sistema de abastecimento da capital.


"Nos próximos meses vamos concluir as obras civis dos poços da Zona Norte do Recife e iniciar a operação desses equipamentos, garantindo um reforço importante de quase 100 litros de água por segundo para o sistema de abastecimento da cidade. Serão 50 mil pessoas beneficiadas com mais água, especialmente nas áreas de morro da capital, onde é grande a demanda por mais água", afirmou o presidente da Compesa, Alex Campos.


Em Olinda, três poços também vão entrar em operação ainda neste ano. Serão dois equipamentos para atendimento dos bairros de Jardim Brasil I e II, parte do bairro de Peixinhos e Vila Popular, com perspectiva de redução de quatro dias no calendário de abastecimento, que hoje é de um dia com água e sete dias sem. Um terceiro poço atenderá parte do bairro de Ouro Preto e a expectativa é a redução em dois dias no regime de abastecimento, que atualmente é de 1 x 5.


No município de Paulista, cinco poços vão entrar em operação, sendo dois no bairro de Pau Amarelo, um em Nossa Senhora do Ó, um em Maranguape I/Jardim Maranguape e mais um em Maranguape II.