Tamandaré Web 100% Jesus

Portal de notícias da Rádio Tamandaré

"Havia vista grossa do Exército com acampamentos", diz ministro da Defesa

Há 166 dias — Por Repórter Tamandaré

Imagem sem texto alternativo.
A declaração aconteceu durante entrevista a GloboNews, nesta segunda-feira (8), aniversário de um ano dos ataques em Brasília.— Foto: Foto: ANDRE VIOLATTI/ATO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, disse que "havia de certa forma uma vista grossa do Exército" com os acampamentos de golpistas espalhados pelo Brasil antes dos ataques contra as sedes dos Três Poderes. “As Forças Armadas precisam que a Justiça diga quem são os culpados porque precisamos puni-los." A declaração aconteceu durante entrevista ao Estúdio i, da GloboNews, nesta segunda-feira (8), aniversário de um ano dos ataques em Brasília.


"Na véspera do dia 8, o general Júlio Cesar de Arruda me comunicou que o Brasil inteiro tinha 4.500 pessoas [nos acampamentos], disse para que eu ficasse calmo porque aquilo ia desaparecer e que em Brasília havia 1.500 pessoas. Eu saía de casa de manhã, passava no acampamento para ver o número de pessoas e passava antes de ir para casa para ver se tinha diminuído", fala Múcio.


Sobre os acontecimentos que antecederam o dia 8/1, o ministro disse que teria o mesmo comportamento se fosse hoje. “Não me arrependo de nada que fiz”, diz. “Se nós tivéssemos mexido com aquilo (acampamentos na frente de quartéis), nós teríamos criado uma fratura dentro das Forças Armadas”, completa.


Sobre a punição de militares envolvidos nos ataques de 8/1, o ministro disse que ninguém discute a velocidade da Justiça e julgamento, mas que espera por punições. "A gente só pode condenar quando tiver dados. Eu quero punir, eu desejo demais e tenho dito isso todos os dias", afirma.

 *Com informações do G1