Tamandaré Web 100% Jesus

Portal de notícias da Rádio Tamandaré

Maio Amarelo: motociclistas são o público alvo de campanha por mudanças de comportamento

Condutores sob duas rodas são as principais vítimas do trânsito do Recife. Com um terço deles praticando excesso de velocidade, esses condutores correspondem a 45% dos mortos no trânsito da capital.

Há 51 dias — Por Portal Tamandaré Web

Para salvar vidas no trânsito, a Prefeitura do Recife, por meio da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), reforçará as ações de fiscalização, de comunicação e de educação durante o Maio Amarelo, mês de conscientização quanto a mortos e feridos por sinistros de trânsito. Na primeira semana, será lançada uma campanha de conscientização nas redes sociais oficiais da Prefeitura e da CTTU. Na quinta-feira (2), começam a ser veiculados vídeos testemunhais com histórias de vítimas e familiares que tiveram suas vidas marcadas por ocorrências trágicas no trânsito. Além disso, a partir da sexta-feira (3), haverá intensificação das ações educativas com motociclistas e das blitzen de fiscalização do trânsito que, junto à campanha nas redes sociais, levarão a mensagem "No trânsito, não há segunda chance. Desacelera!" A campanha foi produzida pela Prefeitura do Recife, em parceria com a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária (BIGRS), por meio da Vital Strategies.
Foto: Josildo Gomes

Para salvar vidas no trânsito, a Prefeitura do Recife, por meio da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), reforçará as ações de fiscalização, de comunicação e de educação durante o Maio Amarelo, mês de conscientização quanto a mortos e feridos por sinistros de trânsito. Na primeira semana, será lançada uma campanha de conscientização nas redes sociais oficiais da Prefeitura e da CTTU. Na quinta-feira (2), começam a ser veiculados vídeos testemunhais com histórias de vítimas e familiares que tiveram suas vidas marcadas por ocorrências trágicas no trânsito. Além disso, a partir da sexta-feira (3), haverá intensificação das ações educativas com motociclistas e das blitzen de fiscalização do trânsito que, junto à campanha nas redes sociais, levarão a mensagem "No trânsito, não há segunda chance. Desacelera!" A campanha foi produzida pela Prefeitura do Recife, em parceria com a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária (BIGRS), por meio da Vital Strategies.

A programação do mês envolve várias atividades de educação para o trânsito voltadas para diversos públicos como crianças, adolescentes e adultos.


Serão feitos cursos para motociclistas entregadores em parceria com aplicativos de delivery, blitze educativas, ações nas escolas. Em paralelo, as equipes de fiscalização vão intensificar as operações nos grandes corredores e locais com maior índice de sinistros de trânsito. Os agentes vão fiscalizar e orientar os condutores sobre os fatores de risco, especialmente o excesso de velocidade. As atividades estarão alinhadas à campanha promovida pelas redes sociais da Prefeitura do Recife, que trazem o mote "No trânsito, não há segunda chance. Desacelera". Também serão realizados cursos de capacitação para os agentes de trânsito, para as equipes de engenharia da CTTU e outras autarquias de infraestrutura. Entre os parceiros, destacam-se a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária (BIGRS), o SAMU Recife, a Global Road Safety Partnership (GRSP), e a Iniciativa Global de Desenhos de Cidades (GDCI).

Uma novidade é o novo personagem da Liga da CTTU: Tunico. Um condutor que alerta para o efeito "Visão de Túnel" quando se excede a velocidade. O efeito consiste na diminuição da visão periférica dos motoristas à medida que aceleram e, por isso, diminui a capacidade de enxergar os perigos na via. Tunico se juntará aos demais personagens da Liga da CTTU Justina, Amarelinho, Pedalita, Sinistro e Zoada para levar mensagens de segurança viária, especialmente nas escolas municipais.

A mensagem das equipes de comunicação, de fiscalização e de educação tem o objetivo de mudar o comportamento no trânsito, especialmente dos motociclistas que, pela primeira vez em 2023, tornaram-se as principais vítimas fatais no trânsito, ultrapassando os pedestres. Dados preliminares do Comitê Municipal de Redução de Acidentes de Trânsito (Compat), indicam que, em média, o aumento de mortes no trânsito foi de 41% entre 2022 e 2023. Os motociclistas representam 45% do total de vítimas fatais. Ao todo, 74% das ocorrências de sinistros de trânsito com vítimas registradas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) são com motociclistas. Esses dados são preliminares, entretanto, demandam atenção. Em um estudo observacional realizado pela Johns Hopkins University (EUA) no Recife, esse público também é o que mais acelera: um a cada três motociclistas foram observados trafegando acima da velocidade ideal na cidade.

"As campanhas de comunicação atreladas à fiscalização de trânsito estão entre as melhores práticas indicadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para gestão de velocidade e consequente mudança de comportamento. Temos feito atividades de comunicação e fiscalização integradas continuamente no Recife para que as pessoas saibam que o órgão de trânsito está para orientar e coibir os comportamentos que colocam em risco a vida das pessoas. É uma ação para proteger os nossos cidadãos para que todos cheguem em casa em segurança e potencializar as atividades que causam mudança de comportamento", explica a presidente da CTTU, Taciana Ferreira.

SEGURANÇA VIÁRIA - O investimento em campanhas de segurança viária já é uma prática da Prefeitura do Recife. Anualmente, a gestão municipal realiza produções para mudança de comportamento e reforçando a necessidade de não exceder a velocidade, que é o principal fator de risco. Em pesquisa encomendada pela Vital Strategies, organização de saúde pública parceira da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global (BIGRS) e da cidade do Recife, a última campanha de mídia de massa da capital pernambucana contribuiu para informar cidadãos sobre os riscos do excesso de velocidade. De acordo com a pesquisa, 93% dos entrevistados conseguiram citar uma mensagem da campanha de 2023, que relembrou o caso da tragédia da Tamarineira, quando uma família inteira foi vitimada por conta do excesso de velocidade. 35% dos que lembraram, disseram que a mensagem principal da campanha era "respeitar e dirigir dentro dos limites de velocidade indicados" e 30% disse que a mensagem era "excesso de velocidade leva à morte". Além disso, 70% conversou com outras pessoas sobre os riscos do excesso de velocidade.

MAIO AMARELO - Trata-se de um movimento internacional com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. A ação é coordenada entre o poder público e a sociedade civil, com a intenção de colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade. A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização já idealizada e bem-sucedida, adotada pelos movimentos de conscientização no combate ao câncer de mama, ao de próstata e, até mesmo, às campanhas de conscientização contra o vírus HIV – a mais consolidada nacional e internacionalmente. Portanto, a escolha proposital do laço amarelo tem como intenção principal colocar a necessidade da sociedade tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar comportamento mais seguro e responsável.