Tamandaré Web 100% Jesus

Portal de notícias da Rádio Tamandaré

Polícia Civil deflagra nova fase da Operação contra Organizadas

Nesta fase da Operação de Repressão Qualificada foram presos o presidente e o vice-presidente de uma torcida organizada do Sport

Há 47 dias — Por Portal Tamandaré Web

A Polícia Civil de Pernambuco, por meio da Delegacia de Polícia de Repressão à Intolerância Esportiva (Deprie/CORE), realizou nesta quinta-feira (04), entrevista coletiva à imprensa, para falar sobre a segunda fase da Operação de Repressão Qualificada Hooligans. A ação resultou no cumprimento de dois Mandados de Prisão Temporária de suspeitos relacionados ao crime contra a delegação do Fortaleza. O diretor do Comando de Operações e Recursos Especiais (CORE), Antônio Barros, e o delegado titular da Delegacia de Polícia de Repressão à Intolerância Esportiva, Raul Carvalho, falaram sobre a ação.
Foto: Vinicius Acioli- CICOM/SDS

A Polícia Civil de Pernambuco, por meio da Delegacia de Polícia de Repressão à Intolerância Esportiva (Deprie/CORE), realizou nesta quinta-feira (04), entrevista coletiva à imprensa, para falar sobre a segunda fase da Operação de Repressão Qualificada Hooligans. A ação resultou no cumprimento de dois Mandados de Prisão Temporária de suspeitos relacionados ao crime contra a delegação do Fortaleza. O diretor do Comando de Operações e Recursos Especiais (CORE), Antônio Barros, e o delegado titular da Delegacia de Polícia de Repressão à Intolerância Esportiva, Raul Carvalho, falaram sobre a ação.

Na tarde de ontem (03) foram cumpridos mandados em desfavor de dois homens de 30 e 36 anos, suspeitos de serem os mandantes do ataque aos jogadores do time cearense. "Com isso, já são seis pessoas presas com envolvimento no crime. A investigação continua. Vamos realizar escutas e outras diligências para esclarecer o fato ocorrido", explicou o delegado Raul.

Essas últimas prisões contaram com o apoio operacional da UNIOT/CORE. O diretor do CORE ressaltou a importância da ação em um momento de conflitos praticados por membros das torcidas organizadas da Região Metropolitana do Recife. "Temos dado resposta sempre a todas as ocorrências relacionadas a crimes envolvendo supostos torcedores", falou

No dia da deflagração da ORQ Hooligans, foram cumpridos três mandados de prisão e mais um no dia 19 de março. Com essas prisões já são seis pessoas presas, acusadas de envolvimento no crime contra a delegação do Fortaleza.