Tamandaré Web 100% Jesus

Portal de notícias da Rádio Tamandaré

Em novembro, Recife cria quase 60% dos empregos com carteira assinada em Pernambuco

Dados do Caged, divulgados nesta quinta-feira (28), mostram o saldo de 4.529 postos de trabalho formais na capital pernambucana. O número é o terceiro maior volume criado entre todas as capitais do Brasil, atrás de São Paulo e Rio de Janeiro.

Há 177 dias — Por Repórter Tamandaré

Imagem sem texto alternativo.
Já são 11 meses consecutivos de saldo positivo, somando 22.199 novos cargos gerados de janeiro a novembro.— Foto: Divulgação/PCR

O Recife entregou mais um resultado positivo na geração de empregos com carteira assinada. No mês de novembro, a cidade criou mais 4.529 postos de trabalho formais, marcou o melhor mês do ano e se consolidou na liderança do Nordeste nesse indicador. Já são 11 meses consecutivos de saldo positivo em 2023, somando 22.199 novos cargos gerados de janeiro a novembro. O resultado mensal é ainda mais expressivo porque representa quase 60% dos empregos criados em todo o estado de Pernambuco, entrando no TOP 3 do ranking nacional de capitais, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (28).

O bom resultado do mês de novembro fortalece a curva positiva e crescente que vem sendo construída desde o início da gestão João Campos. Desde janeiro de 2021, já foram criados 78.421 empregos com carteira assinada, atingindo o estoque atual de 551.475 empregados e em plena atividade na capital pernambucana.

“O setor privado só coloca a mão no bolso para investir e contratar quando sente segurança jurídica, responsabilidade com contratos e o compromisso da gestão em fortalecer a economia. É o que a gente vem fazendo. A Prefeitura vem realizando investimentos importantes na cidade, simplificando a vida de quem faz negócios e trazendo o setor privado para participar ativamente desse movimento. O resultado é emprego em alta e o Recife no protagonismo do Nordeste”, destacou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Recife, Joana Portela Florêncio, destacando que, das 7.664 novas contratações surgidas em Pernambuco no mês de novembro, 59,09% foram de empresas estabelecidas no Recife.

Em relação aos números de novembro, o saldo é resultado de 19.670 admissões e 15.141 desligamentos. O setor de serviços foi o responsável pelo maior número de contratações, com saldo de 2.328, seguido por Comércio (1.753), Construção Civil (269) e Indústria (240). Com mais de 700 contratações em relação ao mês de outubro, o Comércio apresentou o maior crescimento proporcional, resultado direto da chegada de grandes redes atacadistas na capital pernambucana, atraídas pelas políticas de atração de investimento da Prefeitura do Recife, por meio do Investe Recife.

Estratificando os dados nos recortes de gênero, escolaridade e idade, os homens foram a maioria contratada, com 2.541 admissões, contra 1.988 mulheres. O ensino médio foi o grau de instrução com maior saldo de empregados: 4.214, sendo 93,04% do total de novas carteiras assinadas. A faixa etária mais contratada foi a de 18 a 24 anos, com 2.002, seguido por 25 a 29, com 951.